• Cabeçalho

Apresentação

 A Casa de Saúde Santa Rosa de Lima, localizada em Belas, concelho de Sintra, é uma organização de saúde, pertencente à Província Portuguesa da Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus e dependente jurídica e administrativamente do Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, sediada em Lisboa.

 

É um dos 12 Centros Assistenciais das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus. Foi fundada em 1921. Atualmente tem uma lotação de 120 camas, tem como finalidade a prestação de cuidados diferenciados e humanizados em saúde:

 

Psicogeriatria/ Psiquiatria Geriátrica: serviços que se destinam ao tratamento e reabilitação de pessoas com défices cognitivos relacionados com processos demenciais e outras perturbações associadas ao envelhecimento. 

 

Reabilitação da pessoa com necessidades transitórias (UMDR): integra a RNCCI e visa responder a necessidades transitórias, promovendo a reabilitação e a autonomia de doentes, em situação clínica de recuperação de um processo agudo ou descompensação de processo crónico, com previsibilidade de dias de internamento que se situem entre 30 e 90 dias.   

 

Missão

A prestação de cuidados diferenciados e humanizados em saúde, especialmente na saúde mental do idoso e na reabilitação da pessoa com necessidades transitórias, de acordo com as melhores práticas clínicas, com qualidade e eficiência, respeito pela individualidade e sensibilidade do utente, numa visão humanista e integral da pessoa.

 

Visão

Ser um estabelecimento de saúde, com intervenção especializada na área da saúde mental do idoso e na reabilitação da pessoa com necessidades transitórias, inserido na comunidade, em contínua evolução no sentido de uma adequação sistemática e progressiva às necessidades da população em cada momento, enquadrando na assistência prestada, os aspetos médicos e sociais que englobam a dimensão física, psíquica e espiritual da pessoa doente.

Como instituição de cariz confessional, orienta-se pelos princípios da Doutrina Social da Igreja.

 

A CSSRL conduz a sua atividade no respeito pelos valores do Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus:

  • Serviço aos doentes e necessitados;
  • Sensibilidade para com os excluídos;
  • Acolhimento libertador;
  • Saúde integral;
  • Qualidade profissional;
  • Humanização de cuidados;
  • Ética na atuação;
  • Consciência histórica.

 

Política da Qualidade

A qualidade é um objetivo institucional inerente à missão do Instituto das Irmãs hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, cuja concretização constitui um compromisso dos estabelecimentos de saúde, dos profissionais e das equipas. Este compromisso expressa-se na prestação de cuidados globais de saúde, numa dinâmica de melhoria contínua, aos vários níveis de intervenção – prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e reintegração, de modo a identificar e satisfazer as necessidades e expectativas das pessoas assistidas e demais partes interessadas – familiares, profissionais, voluntários, entidades parceiras e financiadoras, segundo o princípio de "Fazer o bem, bem feito". Este compromisso expressa-se:

  • na atenção à pessoa na sua integridade, a sua reinserção na sociedade e a defesa da
    sua própria dignidade, que se constituem premissas irrenunciáveis e base do modelo
    hospitaleiro (CII, 63). Implica uma orientação efetiva para as necessidades das pessoas
    assistidas e suas famílias e significativos, procurando dar resposta aos pedidos e
    sugestões relativamente aos problemas atuais e futuros (CII, 72);
  • no serviço hospitaleiro, configurado a partir de práticas inclusivas, integradoras e
    promotoras de vida, que denuncia todas as formas de exclusão e marginalização
    presentes nos vários contextos e anuncia a igualdade fundamental de todo o ser
    humano, apelando ao respeito que lhe são devidos. (CII, 40). A ação hospitaleira
    contribui para uma ação variada, ao nível social, legislativo, administrativo e cultural,                          destinada a promover e a despertar as forças que constituem e promovem a justiça (CII, 42);
  • no cumprimento dos requisitos legais e regulamentares aplicáveis salvaguardando
    sempre o respeito pelos direitos humanos e sociais (CII,70);
  • na promoção da motivação e qualidade do desempenho dos profissionais através
    do contínuo desenvolvimento das suas competências;
  • no desenvolvimento de projetos partilhados e redes de relações com outras
    instituições, tendo em vista um melhor aproveitamento de oportunidades e recursos
    (CII, 72), estabelecendo uma cultura inovadora, baseada na atitude proativa e
    conjunta entre os profissionais das diferentes áreas e na incorporação de novos
    conhecimentos (CII, 72) e promovendo a incorporação progressiva de novos
    elementos tecnológicos que implicam a otimização da qualidade dos serviços (CII, 71);
  • na promoção da sustentabilidade através de uma racional e eficaz gestão de recursos;
  • no planeamento, monitorização, avaliação e comparação de resultados numa lógica
    de melhoria contínua, promovendo uma análise e revisão sistemática da prestação
    de cuidados e integrando uma perspetiva abrangente e participada pelas pessoas
    assistidas e demais partes interessadas;
  • no compromisso ativo e voluntário da instituição que vai para além das disposições
    legais existentes e que baseia a sua atividade e gestão em valores éticos que
    promovem o compromisso social, colaborando na melhorar dos âmbitos económico,
    social e ambiental ao seu redor. (CII, 80).

Em suma, comprometemo-nos com uma assistência aberta, dinâmica e atualizada, assente  numa lógica de aprendizagem contínua e num clima de elevada humanização e qualidade integral e em constante renovação, desenvolvendo respostas inovadoras perante os desafios e necessidades das pessoas assistidas e demais partes interessadas.

 

 



© Copyright 2019, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.