• Cabeçalho

ENVELHECER COM QUALIDADE - II

A velhice faz parte do ciclo vital, caracterizado por algumas alterações físicas, mentais e psicológicas. Por vezes algumas dessas alterações não caracterizam necessariamente uma doença, contudo algumas perturbações são comuns nos idosos, tais como: transtornos depressivos, cognitivos, fobias e transtornos por abuso de álcool.

 

Segundo dados do 1ºRelatório do “Estudo Epidemiológico Nacional de Saúde mental”, Portugal “tem em conjunto com a Irlanda do Norte, a mais elevada prevalência de doenças psiquiátricas na Europa, para além da tendência de envelhecimento demográfica que apresenta. Olhando para esta realidade, torna-se urgente intervir na prevenção da doença mental do idoso.

 

Muitos transtornos mentais em idosos podem ser evitados, aliviados ou mesmo revertidos. Desta forma, torna-se imprescindível uma avaliação médica para esclarecimento do quadro apresentado pelo idoso. Para além disso, há que ter em conta os diversos fatores psicossociais de risco que predispõe o idoso ao transtorno mental, nomeadamente: a perda de papéis sociais,  perda de autonomia,  morte de amigos e parentes,  saúde em declínio , isolamento social, restrições financeiras, e a  redução do funcionamento cognitivo(capacidade de compreender e pensar de uma forma lógica, com prejuízo na memória ) .

 

Assim, prevenir a ocorrência das patologias e minizar os riscos, é a primeira atitude para um envelhecimento saudável e com qualidade de vida.  Com este objetivo, vários aspetos devem ser valorizados:

- A autonomia do idoso, a autodeterminação, manter a sua dignidade , integridade e liberdade de escolha;

 -Aprendizagem ao longo da vida, de forma a conservar as capacidades cognitivas; 

-Manter-se ativo, fisicamente, psicológicamente e socialmente .

A pessoa Idosa, precisa fazer a adequação entre o que deseja e o que devido aos recursos individuais e coletivos acessiveis e disponiveis é possivel alcançar.

 

A prevenção da doença, o atraso do seu aprecimento, bem como a redução da sua gravidade, é uma componente fundamental para um envelhecimento saudável. Algumas doenças mais comuns podem ser prevenidas  da seguinte forma:

-Fazer exercicio fisico regular;

-Evitar o consumo excessivo de sal, de gorduras, açucar, aumentando ingestão de frutas e vegetais;

-Evitar excesso de peso;

-Evitar consumo de tabaco;

-Manter  o controle da tensão arterial, niveis de glicose e colesterol ;

-Prevenir o isolamento social e a solidão. A qualidade de vida, o bem-estar, a manutenção das qualidades mentais estão diretamente relacionadas com a atividade social, o convívio, o sentir-se útil a familiares e/ou comunidade.

-Cumprir a terapêutica prescrita pelo médico assistente;

-Evitar a depressão ou melhorar o quadro depressivo, através da realização de atividades ao ar livre e de grupo;

-Promover as capacidades cognitivas através da leitura, treinos de memória, atividades manuais, convívio com outras pessoas de várias gerações.

-Desenvolver o sentido de pertença , através da sociabilidade (ex: trabalho voluntário).

 

A abordagem na área da saúde mental do idoso, não procura apenas a prevenção dos disturbios, mas também  a consciencialização da população, para o desenvolvimento de comportamentos saudáveis.



© Copyright 2020, Irmãs Hospitaleiras. Todos os direitos reservados.